Campanha para dar visibilidade a crianças trans causa polêmica na Espanha

Bilbao (Espanha) , 11 jan (EFE).- Uma campanha para dar visibilidade e aceitar a transexualidade de crianças gerou polêmica na Espanha, após a associação que a iniciou denunciar que a imagem foi censurada na rede social Facebook.

Lançada pela associação Chrysallis, que reúne famílias de menores transexuais, a campanha apresenta a partir desta quarta-feira cartazes em pontos de ônibus e estações de metrô, assim como em redes sociais, com um desenho de meninos e meninas nus e a mensagem: "há meninas com pênis e meninos com vulva".

A imagem da campanha foi censurada pelo Facebook com o argumento de que a aparição de genitais era incompatível com as normas da rede social, segundo a associação.

"Como não queríamos entrar em polêmicas que nos afastassem da mensagem e do nosso verdadeiro objetivo, modificamos a imagem para o Facebook, ocultando os genitais. No final, o caso viralizou e houve muito apoio, não sei se isto foi algo bom ou ruim", declarou à Agência Efe a porta-voz de Chrysallis, Beatriz Séver.

A iniciativa, realizada nas regiões espanholas do País Basco e de Navarra, foi financiada por um americano anônimo que exigiu um acordo de confidencialidade, afirmou a porta-voz.

Séver argumentou que a iniciativa foi feita porque "a transexualidade não se escolhe, ela é, e se pudesse ser escolhida, ninguém a escolheria, dada a situação em que vivem estas crianças".

O trabalho de Chrysallis, segundo a própria associação, é atender e assessorar as famílias destes menores, além de defender seus direitos em diferentes âmbitos, como educação, saúde, social e jurídico, entre outros. Para a porta-voz da associação, a realidade em que vivem estas crianças é muito difícil de ser superada.

"Ter de aceitar que todo o mundo te trate como um homem quando você sente que não é configura uma situação muito difícil", explicou.

De acordo com Chrysallis, "recentes estudos demonstraram que a taxa de suicídio dos adultos transexuais que durante a infância se tiveram a identidade negada é consideravelmente superior à média".

Para a associação, é "crucial" que a transexualidade tenha reconhecimento por parte da sociedade, já que a qualidade de vida e a felicidade destas crianças dependem da compreensão social.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos