Nomes importantes do Afeganistão estão entre os mortos em ataque em Kandahar

Cabul, 11 jan (EFE).- Um diplomata, um vice-governador regional e dois parlamentares do Afeganistão figuram entre os 11 mortos no atentado cometido nesta terça-feira contra um escritório governamental na província de Kandahar, no sul do país, no qual também morreram cinco diplomatas dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

O deputado Baath Muhammad Jawzjani e o senador Sarajuddin Safari faziam parte de uma delegação oficial e "infelizmente" se encontravam no complexo de escritórios do governador provincial quando aconteceu o ataque, disse nesta quarta-feira à Agência Efe o parlamentar afegão Abdul Kader Zazai.

O vice-governador de Kandahar, Abdul Ali Shamsi, também morreu no ataque, ao sucumbir "no hospital aos graves ferimentos", informou no Facebook uma porta-voz do governo local, Munera Yousufzada.

O Ministério das Relações Exteriores do Afeganistão confirmou, por sua vez, que um de seus diplomatas que atua em Washington, Jamaa Quraishi, também morreu no ataque com bomba no escritório onde acontecia uma reunião de alto nível.

O Ministério afegão condenou o ataque e ressaltou que este tipo de ação é contrária "aos princípios islâmicos e às convenções diplomáticas" internacionais.

Além desses quatro funcionários afegãos do alto escalão, morreram cinco diplomatas dos Emirados Árabes Unidos também presentes na reunião com o governador de Kandahar, Homayoon Aziz, que figura entre os 12 feridos no ataque, assim como o embaixador emiratense em Cabul, Juma Mohammed Abdullah Al-Kaabi.

O ataque em Kandahar aconteceu após um duplo atentado suicida nas imediações do parlamento afegão em Cabul, uma ação reivindicada pelos talibãs que deixou pelo menos 30 mortos e 80 feridos.

Os insurgentes, no entanto, se desvincularam do atentado em Kandahar.

O porta-voz talibã Qari Yousef Ahmadi assegurou hoje em comunicado remitido à Efe que o ataque na casa do governador provincial foi resultado de "disputas internas do inimigo" e "não tem nada a ver" com eles.

"Não realizamos nenhuma operação em Kandahar", disse Ahmadi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos