Bombardeio em Aleppo deixa pelo menos seis mortos, apesar de cessar-fogo

Beirute, 12 jan (EFE).- Pelo menos seis pessoas, quatro delas menores de idade, morreram nesta quinta-feira em um bombardeio de aviões não identificados na cidade síria de Babka, sob controle dos rebeldes, na província de Aleppo, apesar do cessar-fogo em vigor no país, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG não descartou que o número de mortos aumente, pois há vários feridos, alguns deles em estado grave.

Estas são as primeiras mortes em um bombardeio no oeste da província de Aleppo desde o início de um cessar-fogo em toda a Síria no dia 30 de dezembro, graças a um acordo entre Rússia, aliada do governo de Damasco, e Turquia, que apoia os insurgentes.

O Observatório destacou que nas últimas 24 horas aumentaram os ataques aéreos e os da artilharia governamental contra localidades da parte ocidental da província, como Al Rashidin, Al Atareb, Jan al Asal, Hur, Aurem al Saguiri e Dara Aza, entre outras.

Alguns desses lugares receberam rebeldes e suas famílias que aceitaram sair dos bairros do leste de Aleppo, em um pacto com as autoridades, após perderem grande parte do território que dominavam na cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos