EUA acusa Fiat Chrysler de manipular 104 mil veículos para ocultar emissões

Washington, 12 jan (EFE).- A Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos acusou nesta quinta-feira a fabricante Fiat Chrysler de manipular cerca de 104 mil veículos com motores a diesel para burlar testes de emissões de poluentes.

O anúncio provocou uma queda de aproximadamente 16% nas ações da empresa em Wall Street e aconteceu um dia após as autoridades americanas terem imposto uma multa de US$ 4,3 bilhões à Volkswagen pelo escândalo dos motores a diesel da fabricante alemã.

As transações das ações da Fiat Chrysler foram suspensas na Bolsa de Nova York após a divulgação dos relatórios de possíveis manipulações nas emissões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos