Indicado de Trump para CIA considera Rússia uma das grandes "ameaças"

Washington, 12 jan (EFE).- O congressista Mike Pompeo, indicado pelo presidente eleito Donald Trump para dirigir a CIA, qualificou a Rússia nesta quinta-feira como uma das principais "ameaças" para os Estados Unidos.

"A Rússia se reafirmou agressivamente, invadindo e ocupando a Ucrânia, intimidando a Europa e fazendo praticamente nada para ajudar na destruição do Estado Islâmico", afirmou Pompeo em sua audiência de confirmação na Comissão de Inteligência do Senado.

A audiência de Pompeo acontece em meio à polêmica dos relatórios de inteligência sobre os ciberataques da Rússia durante a campanha eleitoral americana para favorecer Trump.

Perguntado sobre sua validade, o nomeado para dirigir a CIA disse que considera o relatório "um produto analítico que é sólido".

"Não há dúvida que o presidente russo Vladimir Putin está tentando semear dúvidas entre a comunidade política americana", acrescentou.

Além disso, reforçou "seu compromisso" de contar "a verdade" ao presidente eleito sobre as descobertas da inteligência americana.

Pompeo, de 53 anos e congressista pelo Kansas, terá o complexo trabalho de suavizar as suspeitas entre Trump e a agência de inteligência, à qual o futuro presidente americano criticou em reiteradas ocasiões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos