Senado dos EUA aprova primeira medida para revogar "Obamacare"

Washington, 12 jan (EFE).- O Senado dos Estados Unidos aprovou na madrugada desta quinta-feira uma resolução considerada um primeiro passo para revogar a reforma da saúde do ainda presidente, Barack Obama, conhecida popularmente como o "Obamacare", que beneficia cerca de 20 milhões de cidadãos.

Com 51 votos a favor e 48 contra, a resolução dá sinal verde a vários comitês do Congresso para que comecem a preparar a legislação que iria desmantelar o "Obamacare", uma das principais promessas eleitorais do presidente eleito, Donald Trump, e uma luta desde 2010 dos republicanos para sua aprovação.

A resolução, aprovada como medida orçamentária, pede aos comitês que listam tal legislação para o dia 27, o que permitiria ao Congresso revogar o "Obamacare", ou parte dele, em fevereiro.

Espera-se que a Câmara dos Representantes, que os republicanos controlam com folga, também aprove esta resolução na sexta-feira.

A medida representa uma mudança legislativa que eventualmente permitirá aos republicanos revogar o "Obamacare" com uma maioria simples no Senado - que controlam 52 a 48 - graças a seu caráter orçamentário e não os 60 votos necessários para rejeitar muitas regras e o que exigiria o apoio de alguns democratas.

Promulgado em 2010, o "Obamacare" estabelece a obrigatoriedade de contar com um seguro médico e é considerada a maior conquista legislativa dos oito anos de mandato de Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos