Argélia desarticula rede que espionava para Israel, afirma emissora local

Argel, 13 jan (EFE).- Os serviços de segurança da Argélia desmantelaram uma célula que supostamente espionava para Israel e que atuava na cidade central de Gardaia, palco nos últimos dois anos de confrontos entre árabes sunitas e berberes ibadies.

Segundo a emissora privada "Ennahar TV", o grupo estava composto por dez pessoas procedentes de Líbia, Etiópia, Mali, Libéria, Nigéria, Gana e Quênia.

"As forças de segurança apreenderam um lote de material e meios de comunicação ultrassofisticados. Os detidos foram acusados de pôr em risco a segurança do país", acrescentou a fonte sem dar mais detalhes.

A informação não foi confirmada nem desmentida pelas autoridades locais.

Os episódios de supostas ações de espionagem de Israel sobre a Argélia são frequentes.

Nos últimos dias, vários sites vinculados a agências de segurança e inteligência tinham informado de um suposto plano de Israel para criar instabilidade e protestos na Argélia sob a desculpa de protestos sociais contra a crise política que assola o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos