Brasil e Peru assinam acordo de cooperação sobre casos de corrupção

Brasília, 13 jan (EFE).- O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o procurador da Nação do Peru, Pablo Sánchez, assinaram nesta sexta-feira em Brasília um acordo para fortalecer a cooperação entre ambos países sobre casos de corrupção.

A assinatura da declaração conjunta servirá para "aprofundar as investigações em curso sobre corrupção transnacional de funcionários públicos e altas autoridades", informou a PGR em comunicado.

O pacto coincide com as investigações iniciadas no Peru sobre a Odebrecht por supostamente pagar subornos para garantir a participação em projetos milionários.

Após admitir o pagamento perante a Justiça dos Estados Unidos, a Odebrecht e a procuradoria do Peru chegaram a um acordo para obter informação e uma compensação pelas propinas que a construtora supostamente entregou a funcionários peruanos.

A Odebrecht já se desculpou publicamente pelas atividades irregulares e assinou pactos milionários com alguns dos países nos quais cometeu atos ilícitos para reparar os danos, entre eles Brasil e Peru.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos