Equador assume presidência do G77 e se compromete a promover igualdade

Nações Unidas, 13 jan (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, assumiu nesta sexta-feira a presidência do G77 mais China, grupo que reúne os países em vias de desenvolvimento, e se comprometeu a promover a igualdade econômica entre Norte e Sul.

"Continuaremos o positivo trabalho de nossos antecessores na promoção da igualdade econômica e social no mundo (...) a fim de eliminar a pobreza, a inequidade e a exclusão", garantiu Correa em seu discurso.

O presidente equatoriano assistiu à cerimônia de transferência anual da presidência desse bloco em um ato na sede das Nações Unidas no qual também discursou o secretário-geral da ONU, António Guterres.

Correa assegurou que o trabalho do Equador no G77 se concentrará em impulsionar o desenvolvimento das nações mais pobres e o respeito aos direitos humanos, assim como em denunciar a "precarização da força de trabalho dos países menos competitivos" por parte dos países ocidentais.

"Enquanto não se alcançar uma justa distribuição da riqueza, não se resolverão os problemas sociais", declarou o presidente equatoriano, que lembrou que 0,7% da população mundial concentra 45% da riqueza.

Neste sentido, destacou que lutará contra os paraísos fiscais, os quais considera como "um dos piores inimigos" das nações pobres que, segundo sua opinião, são as mais afetadas.

"Apenas na América Latina, 32 milhões de pessoas poderiam sair da pobreza se os recursos escondidos em paraísos fiscais pagassem o imposto de renda que lhes corresponde", ressaltou Correa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos