Justiça francesa acusa mais 6 pessoas por assalto a Kim Kardashian

(Atualiza com mais detalhes)

Paris, 13 jan (EFE).- Seis pessoas foram acusadas e colocadas em prisão preventiva nesta sexta-feira pelo assalto à mão armada contra a socialite americana Kim Kardashian no dia 3 de outubro, em Paris, inclusive o suposto cérebro do crime, informou a justiça francesa.

Esses seis indivíduos elevam a 10 o número de pessoas acusadas, após os quatro da quinta-feira, dos quais três também permanecem em prisão preventiva, enquanto o quarto foi liberado sobre controle judicial.

No total, 17 pessoas chegaram a ser detidas desde a segunda-feira passada em relação a este caso, que teve grande repercussão midiática na França devido à fama de Kim Kardashian e ameaçou a reputação de Paris como cidade segura.

Entre os acusados desta sexta-feira está o que os investigadores franceses consideram o cérebro do assalto, cometido por cinco homens vestidos de policiais que entraram no apartamento de luxo alugado por Kim durante a semana da moda de Paris.

Trata-se de Aomar A., de 60 anos, acusado de roubo em quadrilha, sequestro, associação de malfeitores, aquisição e posse de munição, falsidade ideológica e posse de documentos falsos.

Fichado pela polícia, seu DNA foi encontrado na cena do roubo e estava sendo rastreado há meses pelos investigadores. Entre os acusados também está Didier D., de 61 anos, acusado de posse de um fuzil Kalashnikov usado na operação.

Os outros acusados desta sexta-feira são Pierre B., de 72 anos, François D., de 54, e Harminy A., de 28, que segundo alguns veículos de imprensa é o filho do cérebro do assalto. A justiça também acusou Christiane G., de 70 anos, por um crime de cumplicidade no assalto e posse de munição.

Estas acusações ocorrem um dia antes de Florus H., de 45 anos, Yunice A., de 64, e Marceau B., de 65 anos, acusados por crime de encobrimento, associação de malfeitores, cumplicidade por roubo à mão armada e sequestro, terem sido colocados em prisão preventiva.

Gary M., de 28, por sua parte, foi acusado pelos mesmos crimes, mas posto em liberdade sob controle judicial. Desta forma, os investigadores consideram ter prendido as cinco pessoas que participaram do assalto e seus cúmplices.

Os ladrões levaram joias avaliadas em US$ 9 milhões, mas perderam uma delas na fuga, que segundo é possível observar pelas câmeras de vigilância, foi feita a pé e de bicicleta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos