Prefeitura de Lima exigiu retirada de praças de pedágio região de conflito

Lima, 14 jan (EFE).- A Prefeitura de Lima informou neste sábado que "exigiu" a retirada das praças de pedágio da rodovia Pan-Americana Norte à empresa concessionária desse sistema, que gerou o protesto dos moradores dos distritos do norte da capital.

"Nesse sentido hoje a empresa concessionária procedeu à retirada das mesmas no sentido sul-norte, (no distrito de) Puente Piedra", afirmou um comunicado divulgado pela Prefeitura.

Milhares de pessoas protestaram na quinta-feira passada contra o pedágio instalado na rodovia, perto do rio Chillón, já que está a aproximadamente um quilômetro de outro já existente e a tarifa de ambos subiu para 5 sóis, o que provocou a rejeição dos moradores.

Um policial e uma menina ficaram feridos e outras 60 pessoas foram detidas durante os distúrbios registrados na pan-americana durante a mobilização, convocada em redes sociais por diversos coletivos.

A manifestação foi dispersada pela Polícia quando um grupo de pessoas tentou chegar ao pedágio, cujas guaritas de cobrança já foram incendiadas em outro grande e violento protesto realizado há uma semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos