Jovem palestino morre por disparos israelenses em distúrbios em Belém

Jerusalém, 16 jan (EFE).- Um jovem palestino morreu nesta segunda-feira ao ser atingido por disparos de agentes israelenses durante distúrbios e confrontos entre a população local e a Guarda de Fronteiras de Israel na cidade de Tuqu, na região de Belém, na Cisjordânia ocupada.

O jovem de 18 anos, Qusay Hasda al Umur, foi atingido por ao menos dois disparos na parte superior do tronco e sua morte foi confirmada pela equipe médica do hospital de Beit Jala, cidade irmã de Belém, informou à Agência Efe um representante do Crescente Vermelho da Palestina, Abed Manasra.

Segundo explicou à Efe uma porta-voz do exército israelense, "centenas de arruaceiros atiraram pedras contra soldados da Guarda de Frontera. Estes, com o objetivo de dispersar a multidão, dispararam munição de calibre 22, o que resultou na morte de um dos instigadores".

A agência de notícias palestina "Ma'an" afirmou que as forças israelenses retiveram Umur durante um período indefinido de tempo antes de entregá-lo aos serviços de emergência.

A "Ma'an" acrescentou que não se sabe se o jovem já estava morto quando os militares o levaram ou se morreu sob sua custódia.

Outras quatro pessoas ficaram feridas durante os enfrentamentos.

O incidente faz parte da onda de violência que começou na região em outubro de 2015 e que já deixou, até o momento, 247 palestinos e um jordaniano mortos, mais de dois terços deles ao cometer ataques ou supostos ataques contra israelenses.

Além disso, 42 israelenses e quatro pessoas de outras nacionalidades morreram vítimas desses ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos