"Rasputina" depõe no Tribunal Constitucional de Seul

Seul, 16 jan (EFE).- Choi Soon-sil, conhecida como "Rasputina" e centro do escândalo de corrupção que sacudiu a Coreia do Sul, foi nesta segunda-feira ao Tribunal Constitucional para depor no processo sobre a cassação da presidente Park Geun-hye.

Choi, de 60 anos e presa desde novembro por causa do escândalo, chegou à corte, situada no centro de Seul, fortemente escoltada e não respondeu nenhuma das perguntas feitas pela imprensa sul-coreana, detalhou a agência "Yonhap".

Esta é a quinta sessão do processo para estudar a cassação da presidente sul-coreana, Park Geun-hye, aprovada pela Assembleia Nacional (Parlamento) no dia 9 de dezembro do ano passado, perante as suspeitas de que cooperou com Choi, sua amiga íntima, para a criação de uma trama para extorquir grandes grupos empresariais.

Choi negou no Parlamento e no tribunal penal que investiga o caso as acusações sobre ela, entre as quais se destacam abuso de poder, chantagem e tentativa de fraude.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos