Ministério Público dominicano faz buscas em escritórios da Odebrecht

Santo Domingo, 18 jan (EFE).- As autoridades do Ministério Público da República Dominicana fizeram nesta quarta-feira uma operação de busca e apreensão nos escritórios da Odebrecht no país, onde é investigada pelo suposto pagamento de US$ 92 milhões em propinas entre 2011 e 2013 para conseguir licitações para obras públicas.

Um grupo de agentes da Polícia Nacional ocupou as instalações da empresa, além de proibir a entrada a outros escritórios localizados em um edifício do centro da capital Santo Domingo.

Um homem que se identificou como advogado disse que tentou ir na seu escritório para uma reunião, mas que foi impedido por agentes.

"Isto nos surpreendeu, o edifício está fechado para todo mundo. Só vimos sair algumas pessoas, mas ninguém pôde entrar", contou.

A operação ocorreu poucas horas depois de o representante comercial da Odebrecht no país, Ángel Rondón, ir pela segunda vez à Procuradoria Geral da República - desta vez, segundo ele, para esclarecer alguns pontos da documentação relativa às concessões de obras públicas à empresa.

Em seu depoimento anterior, Rondón reconheceu ter recebido uma quantia similar a US$ 92 milhões da Odebrecht, mas afirmou que esse valor corresponde a contratos de serviços de representação, e não para pagar propinas, como afirmou o gerente geral da Odebrecht no país, Marcelo Hofke, que foi interrogado pelo procurador um dia antes de Rondón.

Também hoje compareceu à Procuradoria o ex-diretor do Instituto Nacional de Águas Potáveis e Saneamento (Inapa) Alberto Holguín, que garantiu não ter assinado nenhum contrato com a Odebrecht durante o tempo em que esteve à frente da instituição, e afirmou desconhecer o motivo de sua convocação para depor.

Mesmo assim, o ex-diretor da Inapa mostrou-se disposto a colaborar com a investigação, alegando que é "dever e obrigação ficar à disposição das autoridades".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos