ONU destina US$ 19 milhões para ajuda emergencial em Aleppo

Beirute, 18 jan (EFE).- O Escritório das Nações Unidas de Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) destinará US$ 19 milhões para ajuda emergencial em Aleppo, a segunda maior cidade da Síria, informou nesta quarta-feira a sede do órgão em Damasco.

O coordenador humanitário da ONU no país, Ali al Zaatari, aprovou os recursos para serem usados em "assistência imediata para salvar vidas" e a "recuperação de dezenas de milhares de pessoas em Aleppo", de acordo com um comunicado do OCHA divulgado hoje.

Zaatari destacou que as famílias do leste da cidade precisam "desesperadamente" de ajuda, como comida e outros produtos, assim como de serviços judicias para poder registrar mortes e nascimentos.

O coordenador da ONU lembrou que muitas pessoas estão voltando para imóveis muito danificados em Aleppo no meio do inverno, enquanto outros não têm para onde retornar, permanecendo em refúgios ou em casas de familiares.

"A ONU se compromete a chegar a todas as pessoas necessitadas, seja aonde for, com alojamento, água, comida, nutrição, saúde, proteção, educação, entre outros", indicou Al Zaatari.

O texto afirma que as Nações Unidas e seus parceiros aumentaram de forma notável as operações para atender às necessidades mais urgentes e abrir o caminho para a recuperação de Aleppo.

O OCHA indicou que o Fundo Humanitário para a Síria faz parte desses esforços e que financiará ajuda de forma imediata para diferentes setores do leste de Aleppo, assim como refúgios coletivos e outras áreas prioritárias, onde residem deslocados internos.

No ano passado, as agências da ONU e outras organizações com as quais elas cooperam na Síria desembolsaram mais de US$ 220 milhões em programas e serviços para as pessoas necessitadas em Aleppo. Do total, US$ 14 milhões vieram do Fundo Humanitário para a Síria.

O fundo, administrado pelo OCHA, é mantido pelas contribuições de vários doadores. Em 2016, foram destinados US$ 46 milhões para agências da ONU, ONGs internacionais e nacionais na Síria.

Aleppo foi uma das cidades mais castigadas nos mais de cinco anos de conflito na Síria. Entre novembro e dezembro, a cidade foi alvo de uma ofensiva do Exército do presidente do país, Bashar al Assad, que obrigou os rebeldes a aceitar um acordo para deixar o local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos