Hóspedes de hotel atingido por avalanche na Itália tinham pedido para sair

Roma, 19 jan (EFE).- Os hóspedes do hotel Rigopiano na cidade de Farindola, em Abruzzo, no centro da Itália, que foi atingido por uma avalanche de neve, esperaram durante horas pelas máquinas para remover neve para que pudessem deixar o recinto.

Essa informação foi revelada por Quintino Marcella, proprietário do restaurante onde trabalha um dos dois únicos sobreviventes confirmados até agora, e que recebeu um telefonema com pedidos de socorro.

Gampiero Parete, cozinheiro do restaurante, e Fabio Salzetta estavam do lado de fora do hotel quando aconteceu a avalanche, e conseguiram se abrigar em um carro. Em seguida, telefonaram para Quintino às 17h40 locais de ontem (14h40 de Brasília) para contar o que tinha acontecido e pedir ajuda.

Quintino explicou hoje a vários veículos de imprensa que Parete lhe disse que os hóspedes tinham pedido para deixar o hotel devido às condições meteorológicas adversas, já que a região vem sendo atingida intensas nevascas há vários dias, que causaram um acúmulo de entre dois e três metros de neve.

Parete, que está hospitalizado em Pescara com sintomas de hipotermia, explicou a Quintino que conseguiu se salvar porque havia ido ao carro para pegar alguma coisa, mas que dentro do hotel estão sua mulher e seus dois filhos de 8 e 6 anos.

"Ele me disse: 'houve uma avalanche e o hotel desapareceu. Estamos apenas nós dois aqui fora, chame os socorristas, chame a todos", explicou o dono do restaurante.

Quintino também denunciou que só conseguiu falar com uma responsável da delegação de governo após vários telefonemas e que custou para convencê-la que algo grave tinha acontecido.

Segundo o proprietário do restaurante, as máquinas para remover neve deveriam ter chegado ao local às 15h (12h de Brasília), mas acabaram atrasando e todo o dispositivo de resgate só foi iniciado às 20h (17h de Brasília).

Até agora, apenas o corpo de um homem foi recuperado, mas há cerca de 30 desaparecidos entre os 22 clientes registrados e funcionários do local.

As imagens gravadas de um helicóptero pela polícia italiana mostram que o hotel de quatro estrelas, um edifício de três andares, desapareceu completamente e só o lado do estabelecimento onde se encontra a piscina está descoberto, por onde os socorristas conseguiram entrar.

A avalanche de neve aconteceu previsivelmente devido aos tremores provocados pela intensa atividade sísmica de ontem, com quatro terremotos de magnitude superior a 5 na escala Richter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos