Pequim pede a Trump que EUA e China sejam amigos, na véspera de sua posse

Pequim, 19 jan (EFE).- O governo chinês considerou nesta quinta-feira que China e Estados Unidos "devem ser amigos", um dia antes da posse de Donald Trump, que amanhã se tornará o presidente da maior potência mundial.

"Devemos ser amigos e sócios, e não concorrentes e inimigos. Deveríamos manter nosso compromisso para aumentar a cooperação e os benefícios", disse hoje a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, ao ser perguntada pelo fim do governo de Barack Obama e pela chegada do republicano Donald Trump à Casa Branca.

Hua considerou muito positiva a relação que Obama e o presidente Xi Jinping conseguiram construir nos últimos anos, e que, graças a isso, foi possivel conseguir melhorias tanto para a relação entre os dois países como para o restante do mundo, como o acordo nuclear iraniano.

"Quando China e EUA trabalham juntos, é possível conseguir muito", lembrou Hua na véspera de Donald Trump, que criticou duramente o país asiático, assumir as rédeas da política americana.

Sobre o magnata, a porta-voz afirmou que a China está preparada para trabalhar com Washington "sob o princípio do não confronto e do respeito mútuo".

"É lógico que temos diferenças, mas deveríamos tentar vê-las do ponto de vista do outro e dialogar com respeito", manifestou Hua após as duras críticas recebidas por parte da equipe de Trump, que assegurou que designará a China como um país manipulador de divisas quando tomar posse.

A porta-voz se mostrou mais dura ao falar da relação da equipe de Trump e Taiwan e, como já havia feito em dias anteriores, voltou a advertir que Pequim se opõe a "qualquer intercâmbio oficial" entre a ilha e Washington.

Taiwan foi um ponto de atrito entre China e Trump depois que o magnata ganhou as eleições em novembro e aceitou um telefonema da presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen, o primeiro contato de alto nível entre EUA e a ilha em 40 anos.

Longe de se retratar, Trump deu a entender que poderia utilizar Taiwan como arma de negociação comercial com a China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos