Presidente da Gâmbia vai tomar posse fora do país, no Senegal

(corrige título)

Dacar, 19 jan (EFE).- O presidente eleito da Gâmbia, Adama Barrow, assumirá nesta quinta-feira seu cargo na Embaixada gambiana em Dacar, capital do Senegal, e não em seu país devido à situação de incerteza provocada pela recusa de Yahya Jammeh de ceder o poder, apesar das pressões diplomáticas e militares, informaram fontes locais.

O ato vai acontecer às 16h (horário local, 14h em Brasília), detalharam as fontes.

A princípio, Barrow ia prestar juramento em seu próprio país, cujo território é rodeado pelo Senegal, afirmou ontem o ministro de Relações Exteriores senegalês, Mankeur Ndiaye.

No entanto, a recusa de Jammeh de deixar o poder após o fracasso da mediação do presidente da Mauritânia, Mohammed Ould Abdelaziz, considerada de última oportunidade para evitar um confronto armado entre tropas regionais e o Exército gambiano, podia haver feito Barrow mudar de opinião.

A Comunidade Econômica dos Estados de África Ocidental (Cedeao) posicionou tropas na fronteira com Senegal que estão preparadas para entrar na Gâmbia com o objetivo de tirar Jammeh do poder.

A organização regional, que reúne 15 países da região, conta na região com soldados da Nigéria, Gana, Mali e Togo, além de Senegal, encarregado de comandar a operação militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos