Autoridades sírias afirmam que EI voltou a danificar antiguidades em Palmira

Em Beirute

  • Joseph Eid/AFP

    As ruínas do teatro romano ficam na cidade antiga de Palmira, no centro da Síria

    As ruínas do teatro romano ficam na cidade antiga de Palmira, no centro da Síria

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) voltou a danificar ruínas greco-romanas na cidade síria de Palmira, que contém monumentos que fazem parte do Patrimônio Mundial da Unesco, informou nesta sexta-feira (20) à Agência Efe o diretor de museus da Direção Geral de Antiguidades, Ahmad Dib.

"Temos informações que o EI causou danos, mas falta confirmar os detalhes", disse Dib.

Ele explicou que as autoridades sírias estão tentando verificar se danificaram o teatro romano da cidade, como informaram alguns meios. Lembrou que os jihadistas assassinaram na quinta-feira várias pessoas nesse teatro.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que nas últimas 48 horas não se registrou nenhuma explosão na parte arqueológica da cidade nem em seus arredores.

A ONG afirmou que no dia 11 de janeiro os extremistas causaram danos na parte frontal do teatro romano quando colocavam explosivos na região.

Os jihadistas retomaram Palmira em 11 de dezembro do ano passado, dias após lançar uma ofensiva contra posições do Exército sírio no leste da província central de Homs, onde fica a cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos