Candidato à liderança democrata alerta que não será "intimidado" por Trump

Washington, 20 jan (EFE).- O ex-secretário de Trabalho dos Estados Unidos e candidato a comandar o Comitê Nacional Democrata (DNC), Tom Pérez, alertou nesta sexta-feira o novo presidente do país, Donald Trump, que seu partido não será intimidado pelas ações do republicano e que não permitirá uma reversão do progresso feito pelo agora ex-presidente Barack Obama.

"Durante os próximos quatro anos não seremos intimidados por um valentão vestido de presidente. Combateremos cada tentativa que ele faça para deter ou reverter o progresso, e seguiremos promovendo a oportunidade e a igualdade em tudo o que fazemos", disse Pérez em carta aberta divulgada depois da posse de Trump.

"O senhor venceu o colégio eleitoral em novembro, mas ainda tem que conquistar o respeito da maioria dos americanos", destacou o ex-secretário de Trabalho, se referindo ao fato de a candidata democrata, Hillary Clinton, ter vencido no voto popular.

Pérez, que é advogado de direitos civis e filho de imigrantes dominicanos, disse ter ficado "horrorizado" pela campanha de Trump.

"Recorreu aos temores e às divisões mais antigas de nossa nação e disfarçou todo esse preconceito como patriotismo. Mas, agora que o senhor jurou servir o povo americano, quero oferecer-lhe algumas palavras de conhecimento e advertência", criticou.

"Suas palavras tiveram consequências. Das escolas às igrejas, sua retórica alimentou a intolerância em todo o país e encorajou todos aqueles que desejam nos dividir por nossa aparência, de onde viemos, por quem amamos ou como rezamos", disse Trump.

O candidato ao DNC ressaltou que as promessas de campanha de Trump se reforçam com os escolhidos para formar seu governo e pediu que o novo presidente não confunda o país com um negócio.

"Não confunda nosso povo com outro funcionário terceirizado que você pode enganar. Não confunda nossa democracia com outro de seus 'reality shows'. Seu nome pode estar escrito na história como o 45º presidente dos EUA, mas nós, o povo, decidiremos como contaremos sua história", criticou Pérez.

Após a vitória de Trump e os triunfos dos republicanos no Senado e na Câmara dos Representantes, os democratas buscam um novo líder para reconstruir o partido. A eleição deve ocorrer nos próximos meses, e Pérez é um dos nomes mais fortes para vencer a disputa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos