Papa encoraja Trump a defender dignidade e liberdade no mundo todo

Cidade do Vaticano, 20 jan (EFE).- O papa Francisco parabenizou Donald Trump como novo presidente dos Estados Unidos nesta sexta-feira e o incentivou a defender a dignidade humana e a liberdade "no mundo todo ", afligido "por graves crises humanitárias".

"Em um momento no qual nossa família humana vive atormentada por várias crises humanitárias que exigem políticas unitárias e de longo prazo, eu rezo para que suas decisões sejam guiadas pelos ricos valores espirituais e éticos que formaram a história do povo americano e pelo empenho de seu país na promoção da dignidade humana e da liberdade em todo o mundo", dizia ele no telegrama divulgado pela Santa Sé.

No texto, o pontífice disse esperar que na administração de Trump "a estatura dos Estados Unidos possa continuar sendo medida principalmente por sua preocupação com os pobres, os marginalizados e os necessitados".

"Com estes sentimentos, peço ao Senhor para que conceda a você e a sua família, e a todo o amado povo americano, suas bênçãos de paz, concórdia e prosperidade", concluiu o pontífice.

Hoje, o magnata nova-iorquino Donald Trump se tornou 45º presidente dos Estados Unidos, ao jurar o cargo na cerimônia oficial de posse em Washington.

O papa e Trump protagonizaram em fevereiro de 2015, um cruzamento de declarações depois que Francisco disse que construir muros "não é cristão", em alusão à decisão do político de erguer uma barreira ao longo da fronteira americana com o México. Trump disse que questionar a "fé é vergonhoso" e lembrou que o Vaticano está cercado por "muralhas escandalosamente altas". Depois da polêmica, declarou que o Francisco era "maravilhoso".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos