Secretário de Segurança Nacional é "sobrevivente designado" da posse de Trump

Washington, 20 jan (EFE).- O secretário de Segurança Nacional de Barack Obama, Jeh Johnson, não participou da cerimônia de posse do novo presidente do país, Donald Trump, nesta sexta-feira por ter sido escolhido como o "sobrevivente designado", pessoa que, no caso de uma emergência nacional, assumiria o poder.

A medida, adotada desde os tempos da Guerra Fria, estabelece que sempre que todos os membros do Executivo, Judiciário e Legislativo se reúnem em um mesmo local, caso das cerimônias de posse de novos presidentes, uma pessoa do governo é escolhida e mantida em um local seguro pelo Serviço Secreto.

Johnson já foi designado como "sobrevivente" em outras ocasiões. Um evento no qual a medida é adotada são os discursos do Estado da União, feitos pelos presidentes todos os anos no Congresso.

O presidente Trump e o vice-presidente, Mike Pence, são as máximas autoridades do país. O presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, que também estava nas escadas do Capitólio, é o terceiro na linha sucessória de poder.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos