Sobe para 217 o número de detidos em protestos durante a posse de Trump

Washington, 20 jan (EFE).- O número de detidos por participação nos confrontos entre manifestantes e policiais nesta sexta-feira em Washington durante a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, subiu para 217, e o de agentes com ferimentos leves para 6, segundo Peter Newsham, que comanda interinamente a polícia da capital americana.

A atualização do número por parte de Newsham, que mais cedo falou em 95 detenções, aconteceu em entrevista coletiva na sede da Polícia Metropolitana. Enquanto isso, centenas de manifestantes continuavam concentrados, embora de maneira pacífica, em diversas partes da cidade.

Newsham afirmou que foram apresentadas acusações contra todos os detidos por "distúrbios" e ressaltou que eles são "uma porcentagem muito pequena" de todos os manifestantes. Os ferimentos dos agentes são leves, acrescentou o chefe de políciam, causados pelas pedras e objetos lançados pelas pessoas que protestavam.

Os manifestantes quebraram os vidros de vários automóveis, entre eles uma viatura policial, e queimaram papéis, enquanto as forças de segurança responderam com gás lacrimogêneo para tentar dispersar a multidão.

Uma limusine estacionada em uma das ruas próximas foi incendiada, a apenas um quarteirão de onde mais tarde passaria o desfile presidencial de Trump e sua família com destino à Casa Branca.

Os distúrbios começaram nesta manhã, com a quebra das janelas de vários estabelecimentos comerciais, e aumentaram ao meio-dia, após Trump assumir oficialmente a presidência.

A prefeita da cidade, a democrata Muriel Bowser, deu as boas-vindas aos protestos pacíficos, mas ressaltou em entrevista coletiva que as autoridades "não tolerarão a destruição dos bairros vizinhos nem a violência contra policiais".

Washington se encontra reforçada por um enorme esquema de segurança e ruas interditadas por causa da posse do presidente Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos