Jammeh tem todas as garantias para deixar poder, diz presidente da Mauritânia

Nouakchott, 21 jan (EFE).- O ex-presidente da Gâmbia Yahya Jammeh, assim como sua família e seus partidários, dispõe de todas as garantias para deixar o poder e sair do país, disse neste sábado em Nouakchott o presidente da Mauritânia, Mohammed Ould Abdel Aziz, ao voltar para Banjul após ter participado de uma mediação com o ex-chefe de Estado vizinho.

O presidente mauritano não deu detalhes sobre essas garantias e se limitou a confirmar que o agora ex-líder gambiano pode sair quando quiser e da maneira que preferir.

Jammeh anunciou mais cedo à emissora pública gambiana "GRTS" a decisão de deixar o território nacional rumo a um destino ainda não divulgado. Abdel Aziz também preferiu não dar detalhes. "Esta decisão corresponde ao que acordamos com o ex-presidente na quarta-feira passada em Banjul", explicou Abdel Aziz.

"O acordo representa uma vitória dos partidários da paz contra aqueles que preferem a violência e que estão tocando os tambores de guerra pensando que podem solucionar o problema através dessa opção", acrescentou.

As declarações são uma alusão à Comunidade Econômica dos Estados de África Ocidental (Cedeao), que mobilizou uma força militar regional na Gâmbia para forçar Jammeh a ceder a presidência ao novo eleito, Adama Barrow. O agora ex-presidente anunciou hoje que renunciará, após a mediação do da Guiné, Alpha Condé.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos