Bombardeio dos EUA no Iêmen mata 3 supostos terrorista da Al Qaeda

Sana, 22 jan (EFE).- Pelo menos três homens suspeitos de pertencer à organização terrorista Al Qaeda morreram em um bombardeio realizado por um drone americano no centro do Iêmen, informaram neste domingo pessoas de tribos locais.

O ataque aconteceu na noite de sábado perto da cidade de Al Saumaa, na província de Al Baida, a cerca de 270 quilômetros da capital. As fontes disseram que as três vítimas estavam no mesmo veículo, que foi alvo do bombardeio feito a partir de um avião não tripulado.

Essa foi a primeira ação realizada por um avião americano no Iêmen desde que Donald Trump foi empossado presidente dos Estados Unidos, na última sexta-feira.

Os EUA realizam há anos esse tipo de operação com drones em território iemenita contra Al Qaeda. Desde o começo de 2016 a Arábia Saudita se uniu nessa estratégia e também atacou o grupo terrorista com aviões não tripulados.

Entre 23 de setembro e 13 de dezembro, os drones americanos mataram 28 membros da Al Qaeda no Iêmen, segundo uma apuração divulgada pelo Comando Central.

O grupo terrorista aproveitou o conflito iemenita para ganhar território no sul do país e opera principalmente em regiões recuperadas pelas forças governamentais após expulsar os rebeldes houthis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos