Enviado da ONU espera que reunião de Astana ajude em negociações de paz

Astana, 22 jan (EFE).- O enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, expressou neste domingo sua esperança de que as consultas que serão iniciadas nesta segunda-feira em Astana por representantes do governo da Síria e a oposição armada contribuam para as negociações de paz que serão realizadas em Genebra em fevereiro.

Staffan se manifestou dessa maneira em reunião com o ministro de Relações Exteriores do Cazaquistão, Kairat Abdrakhmanov, segundo informações divulgadas pelo escritório de imprensa da Chancelaria cazaque.

O enviado especial da ONU e o ministro cazaque abordaram aspectos práticos dos preparativos para a reunião de amanhã e defenderam que haja prosseguimento nos esforços atrás da consecução de um acerto quanto ao conflito na Síria.

Hoje mesmo, Abdrakhmanov se reuniu com os chefes das delegações de Rússia, Turquia e Irã, que, segundo a imprensa russa, trabalham na elaboração da minuta de um documento que será apresentado às delegações de governo sírio e a oposição.

Segundo uma fonte citada pela agência de notícias russa "Interfax", ainda não está claro se durante a jornada desta segunda haverá consultas diretas entre representantes das autoridades sírias e a oposição armada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos