Equipe escava durante a noite e não encontra sobreviventes em hotel italiano

Roma, 22 jan (EFE).- As operações de busca e resgate continuaram durante toda a noite deste sábado e na madrugada de domingo em torno do hotel soterrado por uma avalanche na última quarta-feira no centro da Itália, sem que, por enquanto, haja o registro de novos sobreviventes.

Até agora, 11 vítimas sobreviveram, nove delas resgatadas após ficarem presas, cinco corpos foram recuperados e 23 pessoas continuam desaparecidas, de acordo com dados divulgados pela delegação do governo em Pescara. Entre os salvos, há três mulheres, quatro homens e quatro crianças.

Em torno do hotel da tragédia, situado em plena cordilheira dos Apeninos, bombeiros, militares, integrantes da Cruz Vermelha e do Auxílio Alpino deram sequência ao trabalho sem intervalo e em condições extremas, com mais de 100 operários.

A esperança dos trabalhadores é que algum dos 23 desaparecidos tenha sobrevivido em algum vão entre as ruínas. Por isso, os socorristas vasculham o terreno com cães adestrados e ferramentas tecnológicas na busca de ruídos ou sinais sob os metros de neve nos quais o hotel ficou soterrado.

Membros da equipe de resgate afirmam à imprensa que em algumas ocasiões ruídos foram ouvidos, mas estes podem ser indício de vida ou proceder do movimento das ruínas.

O responsável do Serviço de Prevenção e Proteção dos bombeiros, Fabio Jerman, disse à emissora "SkyTG24" que a experiência demonstra que pode haver esperanças de vida após quatro dias. Ele explicou que neste domingo as condições meteorológicas na região do desmoronamento, a 1,3 mil metros de altitude, são ruins e impedem que equipamentos sejam levados de helicóptero. A alternativa é transportá-los a pé pela montanha.

Eles estão agindo com cautela por temor que as ruínas se afundem ou que ocorra novas avalanches. O risco de desmoronamento está no quarto grau de uma escala com cinco níveis, e acredita-se que a neve ainda não está completamente assentada.

Por isso, diante do temor de um novo deslizamento, todos os operários que sobem ao hotel devem fazer uso de um sistema eletrônico de localização de vítimas em caso de avalanches e precisam estar registrados pela central operacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos