Setor automotivo sai satisfeito de reunião com Trump

Washington, 24 jan (EFE).- O setor automotivo americano disse que está "animado" com as políticas informadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após uma reunião que o líder americano teve nesta terça-feira na Casa Branca com os diretores da General Motors (GM), Ford e Fiat Chrysler (FCA).

O presidente da Ford, Mark Fields, aprovou a decisão adotada por Trump ontem de retirar os Estados Unidos do Tratado Transpacífico (TPP).

"Estamos muito entusiasmados com o presidente e as políticas que está antecipando. Gostaria destacar a decisão do presidente de ontem de sair do TPP. Fomos muito claros enquanto indústria e companhia. Em muitas ocasiões dissemos que a mãe de todas as barreiras é a manipulação de divisas e o TPP não enfrentou isso de forma significativa. Apreciamos a coragem do presidente de se retirar de um mau acordo comercial", declarou Fields, após a reunião de cerca de uma hora com Trump.

"Como setor, estamos entusiasmados de trabalhar junto, com o presidente e sua Administração, em políticas fiscais, em regulações e comércio para criar o renascimento da indústria manufatureira americano", completou.

Para a diretora-executiva da GM, Mary Barra, a parceria do setor com a Administração Trump representa "uma enorme oportunidade" para "melhorar o ambiente, a segurança, a criação de empregos e a competitividade do setor".

Na reunião, Donald Trump disse aos dirigentes das empresas que reduzirá regras, regulações ambientais e impostos para favorecer a volta de fábricas aos Estados Unidos.

"Estamos dando um grande passo para que sejam construídas fábricas de montagem e outras fábricas nos Estados Unidos", declarou Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos