Madonna nega que adotará mais 2 crianças no Malawi

Los Angeles (EUA.), 25 jan (EFE).- Ao contrário do que foi publicado pela imprensa do Malawi nos últimos dias, Madonna negou que adotará duas crianças no país, segundo um comunicado enviado pela artista à revista "People".

"Estou no Malawi para ver o hospital de crianças de Blantire e meus outros trabalhos com a organização Raising Malawi e depois irei para casa. Os rumores sobre um processo de adoção são falsos", disse Madonna.

Anteriormente, a imprensa local havia noticiado que a cantora tinha iniciado um processo de adoção de duas crianças no país, no qual já adotou dois de seus filhos. Segundo fontes do governo, a cantora estaria à espera da decisão judicial.

A artista adotou David Banda e Mercy James, ambos de 12 anos, neste país do sul da África, para o qual viajou mais de uma vez para visitar os projetos da ONG de ajuda humanitária que ela mesma fundou, Raising Malawi.

Os projetos solidários da cantora estiveram cercados de polêmica desde que, em outubro de 2011, o FBI (polícia federal americana) iniciou uma série de investigações sobre suas atividades.

Madonna criou a Raising Malawi após a adoção de seus dois filhos e projetou a criação de uma escola para 400 alunas por um custo de US$ 15 milhões.

As dúvidas sobre estas iniciativas surgiram ao se relacionar o fracasso de alguns projetos com seus excessivos custos. O governo do Malawi acusou Madonna em 2013 de exagerar na ajuda que oferece ao país e negou que recebesse tratamento especial durante suas visitas.

Além destes dois filhos adotados, Madonna tem outros dois biológicos: Lourdes María, de 20 anos, da relação com o cubano Carlos Leon; e Rocco, de 16, do casamento com o britânico Guy Ritchie.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos