Atirador de aeroporto em Fort Lauderdale é acusado formalmente

Miami, 26 jan (EFE).- O ex-militar americano de origem porto-riquenha Esteban Santiago Ruiz foi acusado formalmente pelo tiroteio do dia 6 de janeiro no qual morreram cinco pessoas no aeroporto internacional de Fort Lauderdale, na Flórida, informou a promotoria.

Santiago Ruiz, de 26 anos e com um histórico de problemas mentais, enfrenta 22 acusações federais após promotores apresentarem provas a um grande júri em um tribunal federal de Fort Lauderdale.

O ex-militar deverá responder a 11 acusações por causar mortes e lesões em um aeroporto internacional, cinco por causar morte durante crime violento e mais seis por usar uma arma de fogo durante o episódio.

Se for considerado culpado do tiroteio, no qual outras seis pessoas ficaram feridas por tiros, Santiago Ruiz pode ser condenado a pena de morte ou prisão perpétua, detalhou a justiça em comunicado.

O ex-combatente deverá comparecer ao tribunal federal em Fort Lauderdale, ao norte de Miami, na próxima segunda-feira, onde a expectativa é que se declare inocente ao juiz Barry Seltzer.

Desde que foi detido, o acusado está em cela solitária e sob vigilância na prisão principal do condado de Broward, no centro de Fort Lauderdale.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos