Oposição venezuelana abandona definitivamente diálogo com governo

Caracas, 26 jan (EFE).- A aliança opositora venezuelana Mesa da Unidade Democrática (MUD) anunciou nesta quinta-feira sua decisão de abandonar definitivamente o diálogo com o governo de Nicolás Maduro, apesar das tentativas dos observadores internacionais de relançar as conversas.

"A experiência de diálogo que se desenvolveu na Venezuela de 30 de outubro a 6 de dezembro de 2016 é um capítulo encerrado que não voltará a se abrir", informou a MUD através de um comunicado, atribuindo a decisão ao "descumprimento" dos acordos.

Os opositores acusam o governo venezuelano de "dinamitar" o diálogo patrocinado pela União de Nações Sul-americanas (Unasul) e pelo Vaticano e que já tinha entrado em fase de revisão no início de dezembro.

Por outro lado, a aliança informou que está elaborando um documento para que "toda a sociedade democrática exponha à Comunidade Internacional suas reivindicações e propostas para a restituição do fio constitucional na Venezuela e o retorno de nosso país à democracia".

A MUD indicou que está "trabalhando intensamente e consultado diversos atores sociais, pois o que hoje ocorre na Venezuela não é uma simples resistência entre organizações políticas, mas uma luta existencial de uma nação inteira contra um projeto ideológico", e assegurou que nenhum diálogo nem negociação política terá sucesso sem o respaldo de seus cidadãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos