Promotoria da Alemanha decreta prisão de ultradireitista por planejar ataques

Berlim, 26 jan (EFE).- A Promotoria Federal da Alemanha decretou nesta quinta-feira a prisão de um ultradireitista detido ontem em uma operação realizado em vários estados do país e suspeito de planejar ataques armados contra policiais, refugiados e judeus.

O suspeito, de 51 anos de idade e identificado como Thiemo B., é causado de violar a lei de armas e de estar filiado a uma organização terrorista de extrema-direita.

A prisão ocorreu ontem dentro de uma das operações realizadas de forma simultânea em seis estados federados. Os agentes apreenderam materiais explosivos, armas de diversos calibres e munição.

Mais de 200 agentes participaram das ações que ocorreram em dezenas de móveis e outros locais de Berlim, Brandemburgo, Baden-Württemberg, Baixa Saxônia, Renânia-Palatinado e Saxônia-Anhalt.

Junto de Thiemo B. foram detidos temporariamente outro cinco suspeitos, vinculados ao grupo autodenominado "druidas celtas" e ao movimento do ultradireitista Reichsbürger (Cidadãos do Reich).

O Reichsbürger não reconhece a soberania da atual Alemanha e ainda acreditam nas fronteiras estabelecidas em 1937, quatro anos depois da chegada de Adolf Hitler ao poder.

Os serviços secretos alemães acreditam que há 10 mil simpatizantes do movimento no país, cujo núcleo duro está formado por cerca de 600 indivíduos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos