Bombardeios da coalizão árabe matam pelo menos 32 civis no Iêmen

Sana, 28 jan (EFE).- Pelo menos 32 civis, entre eles sete mulheres e seis crianças, morreram em bombardeios da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita no sudoeste do Iêmen durante as últimas 24 horas, informaram neste sábado fontes rebeldes.

Os ataques aéreos aconteceram entre a tarde da sexta-feira e a manhã de hoje em seis pontos diferentes da província de Taiz, segundo informou a agência de notícias "SABA", controlada pelos rebeldes houthis e cujas informações não puderam ser contrastadas com fontes independentes.

De acordo com a agência, no ataque mais grave morreram 14 homens em um bombardeio contra um caminhão na estrada da região de Al Ahiuq, ao oeste de Taiz, ontem à noite, uma área que é palco de combates entre as forças governamentais e os rebeldes houthis.

Em outro ataque, no distrito de Al Uazeiya, os bombardeios causaram na tarde da sexta-feira a morte de seis crianças e três mulheres, e ferimentos em outras quatro pessoas, segundo a "SABA".

Na região de Yajtel, próxima ao porto de Al Moja, no Mar Vermelho, dois bombardeios provocaram a morte de outras quatro mulheres que estavam em uma casa.

Em outro ataque perto de Al Moja, no distrito de Al Asala, três homens morreram e outros cinco ficaram feridos em um bombardeio que destruiu a casa na qual se encontravam, segundo a agência rebelde.

Neste sábado, dois homens morreram e três ficaram feridos em um ataque aéreo contra a montanha de Al Melh, no distrito de Al Salif, ao norte de Al Moja.

As forças governamentais conquistaram Al Moja na terça-feira passada em intensos combates contra as tropas rebeldes que apoiam o ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita começou sua intervenção no Iêmen em março de 2015 para apoiar o presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos