Estado Islâmico divulga vídeo da decapitação de suposto agente curdo

Cairo, 28 jan (EFE).- Um vídeo divulgado nas últimas horas na internet pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) mostra a decapitação de um homem identificado como um agente curdo na província síria de Al Raqqa (nordeste).

Na gravação, de curta duração e cuja autenticidade não pôde ser comprovada, um miliciano mascarado do EI profere ameaças em inglês, com um forte sotaque árabe, e começa a cortar o garganta do homem, vestido em um uniforme laranja.

A vítima é acusada pelo grupo jihadista de pertencer à guerrilha curdo-turca Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e é tachada como um "apóstata".

O EI proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque, onde controla áreas do norte e do centro de ambos países.

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas e apoiada pelos Estados Unidos, iniciaram no último dia 6 de novembro a operação "Ira do Eufrates" para expulsar o EI de Al Raqqa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos