Grupo de soldados turcos destacados em bases da Otan pede asilo na Alemanha

Berlim, 28 jan (EFE).- Um grupo de 40 soldados turcos destacados em bases militares da Otan solicitaram asilo na Alemanha, segundo informações publicadas neste sábado pela revista "Der Spiegel" e pela emissora de televisão pública alemã "ARD".

Parte desses militares têm categoria de oficiais, de acordo com essas fontes, que destacam a crescente pressão que isso representa para o governo da chanceler Angela Merkel, que na próxima semana realizará uma visita de trabalho a este aliado da Otan.

A "Der Spiegel" cita fontes das fileiras conservadoras da chanceler que apontam para a impossibilidade de repatriar esses soldados à Turquia, perante o perigo que então sejam mandados imediatamente para a prisão.

"As solicitações de asilo são, do ponto de vista legal, legítimas e não pode se prender a considerações de oportunidade política", declarou o presidente da Comissão das Relações Exteriores no Bundestag câmara baixa), Norbert Röttgen, da União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel.

Dois dos militares turcos, cuja identidade não foram reveladas, argumentam à revista que, caso sejam entregues à Turquia, correm risco de sofrer torturas na prisão e negam qualquer envolvimento com a tentativa de golpe de Estado do ano passado.

Segundo estes testemunhos, o governo do presidente Recep Tayyip Erdogan realizou um expurgo dentro das forças armadas que nada tem a ver com supostos vínculos com os golpistas.

"Os soldados afetados pelo expurgo têm algo em comum: são pró-Ocidente e defendem um Estado secular", afirmou um desses militares à revista.

A "ARD" transmitirá uma reportagem sobre estes casos na próxima terça-feira, dois dias antes da viagem de Merkel, defensora do tratado entre a União Europeia (UE) e Turquia para conter a chegada de refugiados a território comunitário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos