Governo diz que comunidades afastadas são determinantes em diálogo com ELN

Bogotá, 28 jan (EFE).- O chefe negociador do governo colombiano com a guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), Juan Camilo Restrepo, disse neste sábado que o diálogo com as comunidades afastadas da Colômbia será determinante nas negociações com esse grupo insurgente.

"Diálogos como os sustentados com as comunidades nos dão uma luz e percepções do que realmente as populações afastadas necessitam", afirmou Restrepo durante um encontro com mais de 120 líderes sociais do município de Saravena, no departamento de Arauca.

"Este processo terá um conteúdo regional prioritário que nos permitirá não só escutar a população, mas iniciar esforços que permitam melhorar sua qualidade de vida", acrescentou.

Durante a conversa "Um olhar para a construção de paz em Arauca", Restrepo afirmou que confia plenamente em que os diálogos com o ELN que começarão no dia 7 de fevereiro em Quito (Equador) acontecerão com a melhor fé.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos