Alemanha condena atentado contra mesquita no Canadá

Berlim, 30 jan (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Sigmar Gabriel, condenou nesta segunda-feira o atentado contra uma mesquita no Canadá, no qual seis pessoas morreram, e ressaltou que a busca por justiça e segurança não deve ser feito às custas da liberdade.

"O ataque tinha como alvo o coração de uma nação conhecida por sua tolerância religiosa e diversidade. Alemanha e Canadá são parceiros na luta contra o terrorismo", indicou Gabriel.

O ministro, que assumiu o cargo na última sexta-feira, indicou a importância de manter o equilíbrio na luta contra o terrorismo.

"O processo contra os autores não deve se fazer à custa de uma sociedade aberta e livre", afirmou.

Gabriel afirmou que a Alemanha está do lado do Canadá, um país parceiro e amigo, nesta "hora dura" e desejou uma rápida recuperação dos feridos no atentado.

Seis pessoas morreram ontem à noite e outras oito ficaram feridas, algumas em estado grave, em um ataque terrorista contra uma mesquita no Québec. Duas pessoas foram detidas.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, condenou o ataque terrorista contra os muçulmanos e criticou a "violência sem sentido".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos