Ford repudia veto de Trump a imigrantes e promove respeito e inclusão

Nova York, 30 jan (EFE).- A Ford expressou repúdio neste domingo em relação ao polêmico veto de imigração estabelecido pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e afirmou que tem a intenção de promover os valores "do respeito e da inclusão" na empresa.

"O respeito por todas as pessoas é um dos valores centrais da Ford Motor Company e estamos orgulhosos da rica diversidade de nossa empresa", afirmou a fabricante de automóveis americana em comunicado assinado pelo conselheiro Mark Fields e pelo presidente-executivo, Bill Ford.

"É por isso que não apoiamos esta política nem nenhuma outra que vá contra os valores de nossa companhia", acrescenta no texto a multinacional, que também se compromete a assegurar o bem-estar dos funcionários "com a promoção do respeito e a inclusão no local de trabalho".

Este comunicado representa a primeira mensagem contra as políticas de Trump emitida pela Ford, empresa que tinha demonstrado apoio ao novo presidente após uma reunião na semana passada com as principais empresas do setor automotivo dos EUA.

"Estamos entusiasmados de trabalhar com o presidente e com sua administração", disse então Fields, que também é integrante do conselho de empresas manufatureiras de Trump.

O presidente da Ford descreveu Trump como "acessível" e disse que conversa com o presidente frequentemente.

A Ford anunciou no dia 3 de janeiro a intenção de cancelar um investimento de US$ 1,6 bilhão no México após Trump às empresas americanas que investissem mais dinheiro no território americano. EFE

hc/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos