Premiê canadense condena "covarde ataque" contra mesquita

Toronto (Canadá), 29 jan (EFE).- O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, condenou o ataque realizado neste domingo contra uma mesquita da cidade do Québec, no qual morreram pelo menos quatro pessoas.

"Esta noite, os canadenses lamentam os mortos em um covarde ataque em uma mesquita da cidade de Québec. Meus pensamentos estão com as vítimas e suas famílias", escreveu Trudeau no Twitter.

A Polícia de Québec confirmou que o ataque contra o Centro Cultural Islâmico da cidade causou mortos e feridos, mas sem dar números.

Veículos de imprensa locais informaram que pelo menos quatro pessoas morreram e diretores do Centro Cultural Islâmico elevaram o número para cinco.

A mesquita sofreu atos de vandalismo e mensagens xenófobas nos últimos meses.

O governador da província de Québec, Philippe Couillard, declarou no Twitter: "Estamos unidos contra a violência. Solidariedade com os quebequenses de confissão muçulmana".

Couillard também qualificou de "bárbaro" o ataque.

Segundo assinalaram para a imprensa os diretores do Centro Cultural Islâmico, o ataque aconteceu pouco depois das 20h do domingo (horário local, 23h em Brasília) quando na mesquita várias dezenas de pessoas estavam reunidas.

O periódico "La Presse" afirmou em seu site que por volta das 21h15 do domingo (horário local, 0h15 de segunda-feira em Brasília) um suspeito do ataque foi localizado pela Polícia em um das pontes da cidade.

A radiotelevisão canadense "CBC" afirmou que três suspeitos teriam participado do ataque e que dois foram detidos pela Polícia. EFE

jcr/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos