Justiça espanhola eleva pena de enfermeiro brasileiro por abusar de paciente

Madri, 31 jan (EFE).- A Suprema Corte da Espanha aumentou para sete anos de prisão a pena dada a um enfermeiro brasileiro por abusar sexualmente de uma paciente que estava em uma sala de reanimação de um hospital de Barcelona após ser operada.

O crime ocorreu em 31 de outubro de 2012, quando a mulher, de 42 anos, se recuperava de uma operação para a retirada de uma vesícula. O enfermeiro aproveitou que a vítima acabara de despertar da anestesia para cometer o abuso, mas a paciente reagiu surpresa.

O tribunal que tinha julgado o caso anteriormente aplicou um atenuante na pena ao avaliar que, no caso, houve "consentimento" da vítima.

O promotor entrou com um recurso, e a Suprema Corte aceitou as alegações da acusação, aumentando a pena inicial de quatro anos para sete anos de reclusão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos