Cisnes da família real são mortos a tiros perto do castelo de Windsor

Londres, 1 fev (EFE).- Dois cisnes da monarquia inglesa morreram e dez ficaram gravemente feridos por tiros de arma de ar comprimido perto do castelo de Windsor, residência de Elizabeth II nos arredores de Londres, informou a polícia nesta nesta quarta-feira.

A delegacia do condado inglês de Berkshire detalhou que quatro dos cisnes afetados foram encontrados no dia 24 de janeiro e outros oito na sexta-feira passada.

Por uma antiga lei britânica, todos os cisnes que se encontram em águas abertas pertencem à monarca, menos alguns que, em cerimônia anual, podem ser reivindicados pelos antigos grêmios da "City" de Londres (a cidade antiga) Vintners e Dyers.

O detetive Les Jones expressou preocupação pelos fatos, que comoveram os moradores locais.

"São incidentes muito perturbadores nos quais animais indefesos foram os alvos. Esses acontecimentos comovem as pessoas e estamos realizando uma investigação para localizar os responsáveis", explicou.

A diretora da associação de proteção de cisnes Swan Support, Wendy Hermon, que cuida dos animais feridos, disse que os responsáveis pelo ataque certamente "são pessoas que o fazem por diversão".

"Isto é o pior que já vi em 20 anos, com tantos cisnes que foram alvos de tiro de uma vez só", comentou.

A polícia pediu que qualquer cidadão com informação entre em contato através de uma linha telefônica, enquanto vários moradores locais tentam encontrar os responsáveis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos