ELN anuncia que libertará ex-congressista sequestrado amanhã

Bogotá, 1 fev (EFE).- A guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN) anunciou nesta quarta-feira que já iniciou os trâmites para libertar amanhã o ex-congressista Odín Sánchez, sequestrado desde abril de 2016.

"O ELN cumpre sua palavra de libertar Odín Sánchez (...). Em 31 de janeiro começou o protocolo de libertação, em 1º de fevereiro foram suspensas as operações militares e amanhã virão os delegados dos países fiadores, dois membros da delegação de paz do ELN, um do governo e dois do CICV", disse à rádio "RCN" o líder do grupo, conhecido como "Uriel".

O insurgente acrescentou que após passar por exames médicos do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Sánchez será entregue à sua família.

Segundo "Uriel", o ex-congressista está bem de saúde, e recebeu atendimento por "problemas de úlcera, hipertensão e estresse", que apresentaram melhora com a expectativa de ficar livre.

O ELN e o governo anunciaram há dez meses que iniciariam uma negociação de paz em Quito, mas a mesa de diálogo não foi aberta porque a guerrilha não colocou em liberdade os sequestrados que tem em seu poder, uma exigência do presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos