Trump indica juiz Neil Gorsuch como candidato para Suprema Corte

Washington, 31 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou nesta terça-feira o juiz Neil Gorsuch para ocupar a vaga na Suprema Corte e apelou ao bem do país, pedindo aos democratas no Senado que apoiem seu candidato, que necessitará de pelo menos oito votos do partido opositor para ocupar o posto.

"Hoje cumpro outra promessa ao povo americano, indicando o juiz Neil Gorsuch para Suprema Corte", disse Trump, em uma declaração à imprensa na Casa Branca.

Gorsuch, de 49 anos, é um juiz da Corte de Apelações do Décimo Circuito que convenceu Trump por seus "extraordinários conhecimentos legais, sua mente brilhante e disciplina", segundo afirmação do presidente americano.

O candidato de Trump para ocupar esse cargo vitalício no Supremo é um sólido conservador que defendeu a pena de morte e a liberdade religiosa dos indivíduos acima dos regulamentos do governo.

Embora nunca tenha emitido uma sentença sobre o aborto, Gorsuch assegurou que não há nenhuma "base constitucional" para a liberdade de escolha da mãe sobre a vida do bebê.

"É um homem do nosso país e um homem que nosso país realmente precisa", disse Trump.

"Minha única esperança é que os democratas e os republicanos possam se unir, por uma vez, pelo bem do país", completou.

Para se transformar no novo juiz da Suprema Corte, Gorsuch precisa conseguir no Senado uma maioria de 60 votos, uma barreira que poderia ser difícil superar porque os republicanos têm uma maioria de 52 cadeiras no Senado e necessitariam do apoio de vários democratas.

Trump defendeu que Gorsuch, formado nas prestigiadas universidades de Harvard, Columbia e Oxford, "poderia ter qualquer trabalho em qualquer escritório de advocacia, por qualquer quantidade de dinheiro, mas ele queria ser um juiz, tomar decisões e fazer cumprir as leis e a Constituição".

Se for confirmado pelo Senado, Neil Gorsuch ocupará a vaga deixada na Suprema Corte pelo juiz conservador Antonin Scalia, que morreu em fevereiro de 2016.

Para substituir Scalia, um dos um dos cinco juízes conservadores do alto tribunal, o ex-presidente Barack Obama tinha indicado o juiz moderado Merrick Garland, mas a maioria republicana do Senado se recusou a considerar sua confirmação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos