Edson Fachin será novo relator da Lava Jato no STF

Brasília, 2 fev (EFE).- O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu nesta quinta-feira, por sorteio, que o ministro Edson Fachin será o novo relator dos processos relacionados à Operação Lava Jato na corte, função que até então era desempenhada por Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo no dia 19 de janeiro.

Fachin será o responsável por comandar no STF os processos sobre a operação Lava Jato e dará sequência às delações dos 77 ex-diretores da Odebrecht que foram homologadas pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo.

No sorteio também estavam os nomes dos ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, todos membros da segunda turma do STF, à qual Fachin se transferiu nesta semana.

Católico praticante de perfil progressista, o agora novo relator da Lava Jato foi designado em 2015 para ocupar uma vaga no Supremo pela ex-presidente Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos