Explosão de artefato mata 5 soldados iemenitas no sul do país

Sana, 2 fev (EFE).- Cinco soldados iemenitas morreram e vários ficaram feridos nesta quinta-feira pela explosão de um artefato na passagem de um veículo militar no qual viajavam na província de Abian, no sul do Iêmen, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

O veículo se encontrava na área montanhosa de Amsara, em Abian, 60 quilômetros ao norte da cidade litorânea de Áden, adotada pelo governo do presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi - reconhecido internacionalmente - como capital provisória do país, explicaram as fontes.

As fontes acreditam que os autores são membros da organização terrorista da Al Qaeda. Além disso, não souberam confirmar o número de pessoas que ficaram feridas no ataque.

Os soldados mortos pertencem à força chamada "Cinto de segurança", que são unidades militares leais a Hadi e se encarregam de proteger os arredores da cidade de Áden.

Este ataque acontece quatro dias depois que uma operação de comandos americanos, a primeira diretamente autorizada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi realizada na província de Shebua, 570 quilômetros ao sudeste de Sana, para recuperar material de inteligência sobre a Al Qaeda, e na qual reconheceram hoje a possível morte de civis, inclusive crianças.

A Al Qaeda no Iêmen é considerada pelos Estados Unidos um dos braços mais perigosos e ativos da rede terrorista internacional.

Tanto a Al Qaeda como o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) aproveitaram a deterioração da segurança no Iêmen devido ao atual conflito entre as forças leais ao presidente Hadi e os rebeldes houthis para expandir-se nas áreas do sul do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos