Em 2016, Alemanha teve 970 ataques contra centros de refugiados

Berlim, 3 fev (EFE).- A Alemanha registrou 970 ataques contra centros de refugiados em 2016, 6% a menos do que no ano anterior, informou o Ministério do Interior nesta sexta-feira.

Além disso, as autoridades alemãs contabilizaram 2.396 atos delitivos cometidos contra refugiados fora de albergues no ano passado, conforme divulgou a imprensa local. Isto representa uma média de 2,7 ataques contra centros e 6,6 atos criminosos por dia.

"Os números continuam sendo altos, sobre isso não tem discussão. Não podemos ficar satisfeitos", afirmou em entrevista coletiva rotineira Johannes Dimroth, porta-voz do Ministério do Interior.

Sem querer "minimizar o que aconteceu", o porta-voz falou de uma "tendência de redução" no número de ataques a centros de amparo. Sobre a quantidade de ataques a refugiados não há números comparativos, porque eles começaram a ser computados em 2016.

Os ataques contra refugiados e albergues na Alemanha aumentaram em 2015, quando começaram a chegar 10 mil refugiados por dia no país, procedentes principalmente de Síria, Iraque e Afeganistão.

Ao todo, segundo o Ministério do Interior, cerca de 1,2 milhão de pessoas entraram na Alemanha entre 2015 e 2016 e solicitaram asilo, números históricos e que representam 1,5% da população do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos