Polícia conclui esvaziamento do Louvre após ataque

Paris, 3 fev (EFE).- A polícia parisiense anunciou o término do esvaziamento do Museu do Louvre, onde várias pessoas ficaram confinadas após um indivíduo gritar "Alá é grande" e usar um facão para atacar militares que faziam a segurança do local nesta sexta-feira.

De acordo com a polícia, a evacuação foi realizada com calma e sem incidentes. Cerca de mil pessoas estavam confinadas no museu e na galeria comercial. Os policiais estabeleceram um perímetro de segurança no local e durante duas horas impediram que qualquer pessoa saísse do edifício.

Quando os agentes comprovaram que não havia mais nenhum perigo, foi iniciada a retirada escalonada dos ocupantes, a maior parte turistas que visitavam o famoso museu.

Segundo relatos dos evacuados, não houve episódios de pânico no interior do edifício durante as mais de duas horas nas quais permaneceram confinados.

Também não foram registrados incidentes durante a evacuação do local, que permanecerá fechado por tempo indeterminado. A circulação de pedestres está proibida nos limites do museu, isolado pelas forças de segurança.

O ataque ocorreu por volta das 10h (hora local; 7h em Brasília), quando um indivíduo, que não teve identidade e nacionalidade determinadas por estar sem documentos, avançou contra um grupo de militares.

Após gritar "Alá é grande", o indivíduo usou um facão para atacar um dos soldados, que ficou com um leve ferimento na cabeça. Na sequência, os outros militares atiraram cinco vezes contra o agressor, que ficou gravemente ferido na barriga e foi transferido a um hospital para ser operado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos