Farc violaram protocolo de cessação de fogo, segundo Mecanismo Tripartite

Bogotá, 3 fev (EFE).- As Farc violaram três vezes o protocolo da cessação ao fogo pactuado no acordo de paz, enquanto que o governo colombiano o descumpriu em duas oportunidades, informou nesta sexta-feira o Mecanismo de Monitoração e Verificação (MM&V) em comunicado.

A primeira violação das Farc ao protocolo ocorreu no dia 10 de janeiro no departamento de Caquetá quando aconteceu um ataque contra um desertor dessa guerrilha, conhecido como "Mojoso", no qual morreu uma mulher que o acompanhava.

Segundo o MM&V, do que fazem parte o governo, as Farc e a ONU, após as verificações realizadas por este órgão e do reconhecimento de responsabilidade mediante um comunicado do Bloco Sul se concluiu que a guerrilha incorreu "em uma violação grave" ao acordo de cessação de fogo e hostilidades.

Enquanto isso, no dia 16 de janeiro, as Farc incorreram em uma "violação leve" aos acordos porque cinco de seus homens foram surpreendidos pelas autoridades "portando armas curtas" quando andavam de motocicleta fora da área de pré-agrupamento temporário de San Miguel, no departamento de Guaviare.

Além disso, as Farc "descumpriram" os protocolos em 18 de janeiro, quando "aconteceu um incidente no deslocamento de três membros das Farc-EP, onde se determinou que dois deles portavam armas curtas".

Isso aconteceu no casario Los Pinos, que faz parte do município de Buenos Aires, no departamento de Valle del Cauca, acrescentou o MM&V.

A informação detalhou que o governo colombiano teve um "descumprimento" no dia 31 de dezembro de 2016 quando "membros da polícia realizaram uma atividade operacional a uma distância inferior aos 3.000 metros da localização das Farc" no departamento de Cesar.

Além disso, o governo incorreu em "descumprimento" quando três militares que estavam em um caminhão do Exército entraram em um ponto de pré-agrupamento temporário "onde estavam as estruturas das Farc".

Este fato ocorreu em 24 de janeiro deste ano em um casario do município de La Paz, também em Cesar.

O MM&V efetuou as recomendações pertinentes a cada uma das partes a fim de evitar que aconteça de novo e prevenir novas ações que afetem o cumprimento da cessação de fogo e de hostilidades bilateral e definitiva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos