Milhares de pessoas protestam contra veto migratório de Trump em Nova York

Nova York, 4 fev (EFE).- Milhares de pessoas saíram neste sábado às ruas de Nova York para protestar contra o veto migratório de países muçulmanos imposto pelo novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em uma manifestação organizada por grupos de defesa dos direitos dos LGBT (lésbicas, gays, transexuais e bissexuais).

A manifestação, que começou às 14h (horário local, 17h em Brasília), contou com a presença de várias figuras políticas de destaque, como o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, e os senadores Brad Holyman e Charles Schumer.

"Sejamos claros: vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para proteger os nova-iorquinos da discriminação", afirmou Cuomo no Twitter debaixo de uma foto da manifestação, que aconteceu no Monumento Nacional de Stonewall, em Manhattan.

O lugar escolhido para o protesto tem um valor histórico, já que foi aí onde aconteceram as violentas manifestações de 1969 em protesto contra a operação em uma boate gay, consideradas como um dos eventos mais importantes que desembocaram na luta pelos direitos dos LGBT.

Este protesto se une a várias manifestações que aconteceram em cidades como Washington e Miami, que vêm acontecendo de forma constante desde que Trump assumiu o cargo em 20 de janeiro, e especialmente desde que impôs o veto migratório uma semana depois. EFE

hc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos