Premiê italiano e Trump falaram sobre Otan e luta contra o terrorismo

Roma, 4 fev (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se falaram neste sábado por telefone e trataram sobre a Otan e a luta contra o terrorismo.

A sede do governo italiano informou que durante a conversa entre ambos se abordou o estado das relações bilaterais entre Itália e EUA.

O Palácio Chigi, sede da presidência do Conselho de Ministros, informou que Gentiloni falou a Trump sobre "a importância fundamental do papel da Otan e da parceria entre Europa e Estados Unidos para a paz e a estabilidade".

E isto fizeram-no em relação "aos desafios e ameaças para a segurança comum", acrescentou a sede do governo italiano em comunicado.

Gentiloni e Trump "reafirmaram o compromisso sem descanso na luta contra o terrorismo e o radicalismo, e os esforços para se conseguir uma solução para a crise na Ucrânia, pela paz no Oriente Médio, na Síria e, especialmente, no norte da África".

O primeiro-ministro da Itália informou a Trump do recente acordo fechado entre Roma e as autoridades líbias de Trípoli para combater o tráfico de pessoas e "a favor de políticas de acolhida e de regulação dos fluxos migratórios".

E isto, segundo o comunicado, "dentro do respeito dos direitos humanos e do direito de asilo".

Os líderes combinaram voltar a se falar por ocasião da reunião que o Grupo dos Sete países mais industrializados (G7) terá em maio em Taormina, na ilha da Sicília.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos